Falcão descarta anular Lava Jato

Francisco Falcão, que preside o STJ, considera improvável a anulação da Operação Lava Jato “pelos fatos que estão postos”. O tribunal investiga dois governadores, um ex-ministro e um desembargador suspeitos de envolvimento no petrolão.

Em 2011, o STJ anulou as provas da Operação Castelo de Areia e agora discute se anula ou não os grampos das operações Monte Carlo e Vegas, que descobriram o esquema da Delta Engenharia e o envolvimento de Demóstenes Torres.

O STJ não pode ser abrigo para criminosos.