Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Falsa enfermeira de BH pode ter enganado mais de 2.000 pessoas, diz PF

Falsa enfermeira de BH pode ter enganado mais de 2.000 pessoas, diz PF
Reprodução/via O Tempo

A Polícia Federal acredita que Cláudia Pinheiro Torres de Freitas, a “falsa enfermeira de Belo Horizonte”, teria enganado mais de 2.000 pessoas, na grande maioria empresários ricos, vacinando-os com soro fisiológico em vez do imunizante contra Covid, relata o repórter Renan Brites Peixoto, da TV Globo.

A emissora teve acesso a dados da investigação da PF que revelam suposto envolvimento da falsa enfermeira em vacinação dentro de um condomínio de luxo na região oeste da capital mineira.

Cláudia teria visitado o condomínio três vezes durante o mês de março. Um dos moradores do local é o empresário Marcelo Martins de Araújo, que recebeu a primeira dose em 5 de março e —sempre segundo a polícia— pode ter indicado os serviços da falsa enfermeira a Rômulo Lessa.

Lessa, dono da empresa Saritur, é um dos acusados de promover a vacinação clandestina em uma garagem de BH, que foi registrada em vídeo.

Cláudia, por sua vez, foi solta no sábado (3), beneficiada por um habeas corpus concedido pelo plantão do TRF-1, e está em liberdade provisória.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO