Fantasma dos natais passados

O prefeito eleito de Osasco foi preso pela Polícia Federal hoje, ao desembarcar de um voo vindo de Miami.

Rogério Lins, do PTN, estava foragido desde 6 de dezembro, quando teve sua prisão preventiva decretada no âmbito da Operação Caça-Fantasmas, do Ministério Público de São Paulo.

Lins é acusado, junto com seis vereadores, de contratar funcionários fantasmas para ficar com parte de seus salários.

Ao ser eleito, em outubro, declarou que teria “tolerância zero” com a corrupção.

O esquema desviou R$ 21 milhões, segundo as investigações.

Faça o primeiro comentário