Fantasmas no Planalto

No G1, Gerson Camarotti diz que a incursão da PF nas gráficas fantasmas deixou mais apreensivos integrantes do governo, que avaliam que Herman Benjamin defenderá a condenação da chapa Dilma-Temer.

A ordem no Planalto é apostar todas as fichas na tese da separação de contas, contando inclusive com a eventual simpatia de dois ministros que entram no TSE em maio.