'Faz menos foguete e faz mais vacina', disse Guedes a Marcos Pontes

Faz menos foguete e faz mais vacina, disse Guedes a Marcos Pontes
Foto: Anderson Riedel/PR

Após o governo federal vetar R$ 200 milhões para o desenvolvimento de uma vacina nacional contra a Covid, Paulo Guedes disse que a decisão não coube a ele, informa a Folha.

O ministro da Economia afirmou ter sugerido a seu colega de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, que desse prioridade à produção do imunizante com os recursos disponibilizados para sua pasta.

“Eu até falei: ‘faz menos foguete e faz mais vacina’. Está soltando foguete e, ao mesmo tempo, não está dando vacina. Se tem prioridade, a prioridade é vacina, não é o foguete”, afirmou Guedes, relatando uma conversa com Pontes.

Segundo o ministro da Economia, a pasta de Ciência e Tecnologia teve uma ampliação no orçamento neste ano e, por isso, Pontes poderia encontrar uma solução interna para não interromper a pesquisa de desenvolvimento de uma vacina brasileira.

Em março, quando o Butantan anunciou que desenvolveria uma vacina nacional contra a Covid, Marcos Pontes correu para anunciar que já pedira à Anvisa aval para testes clínicos com um imunizante financiado pelo governo federal.

Na discussão do Orçamento de 2021, o Congresso destinou cerca de R$ 200 milhões a esse projeto —e Jair Bolsonaro vetou.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO