Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Febraban confirma que presidente da Caixa ameaçou retirar banco da entidade

A Procuradoria da República no DF apura se Pedro Guimarães agiu para evitar a divulgação do manifesto capitaneado pela Fiesp às vésperas do 7 de Setembro
Febraban confirma que presidente da Caixa ameaçou retirar banco da entidade
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) confirmou ao Ministério Público Federal (MPF) que o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, ameaçou retirar o banco da entidade em caso de assinatura do manifesto capitaneado pela Fiesp às vésperas do 7 de Setembro, diz a Folha.

A Procuradoria da República no DF apura se Pedro Guimarãesaliado de Jair Bolsonarousou seu cargo para evitar a divulgação do documento sobre a crise institucional no país.

“O presidente da Caixa Econômica Federal, em contatos informais, antecipou a posição contrária da Instituição Financeira à adesão ao manifesto pela Febraban e informou que, caso ocorresse, haveria a desfiliação da Caixa“, informou a Febraban na resposta enviada ao MPF.

A federação também anexou vários e-mails relacionados à assinatura do manifesto. Segundo a Folha, as conversas mostram que, no dia 1 de setembro, Pedro Guimarães pediu ao presidente do Conselho Diretor da Febraban uma reunião presencial do colegiado para uma “nova deliberação sobre a adesão da entidade ao manifesto”. No e-mail, o presidente da Caixa teria argumentado que “por exigência fundada no interesse social” e “de modo a evitar exposição negativa de mídia” seria necessário que o encontro fosse presencial. O pedido de Pedro Guimarães foi negado no dia seguinte.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO