A natureza do marketing do Feira

João Santana, segundo seu advogado, disse à PF que não conhecia o operador Zwi Skornicki, que depositou ao menos US$ 4,5 milhões numa conta secreta do publicitário.

Segundo a Folha, Fábio Tofic disse também que “pela natureza do trabalho de marketing eleitoral realizado pelo casal nem sempre é possível saber, nas contas, quem está efetuando o pagamento”.

Leia-se a “natureza corrupta” do trabalho de marketing eleitoral realizado pelo casal.