ACESSE

Felipe Solá: "Pedimos a nossos irmãos brasileiros que nos apoiem no FMI"

Telegram

Após reunião com Ernesto Araújo, o chanceler argentino, Felipe Solá, disse que pediu aos “irmãos brasileiros” apoio nas negociações com o FMI.

A Argentina, ainda durante o governo Macri, solicitou um empréstimo de US$ 57 bilhões do FMI. Quando Alberto Fernández assumiu o governo, abriu mão de US$ 11 bilhões do crédito, para tornar menos caro o pagamento do empréstimo.

O governo argentino tem negociado com o Fundo Monetário Internacional para pagar o empréstimo mais para frente, porque não tem condições hoje de quitar sua dívida.

 

“A Argentina vive uma recessão profunda e precisa do Mercosul. A Argentina alcança também uma grandíssima inflação, e devemos lutar contra ela (…). Pedimos a nossos irmãos brasileiros que nos apoiem da maneira que puderem no FMI. Será um primeiro passado para o que vier depois. Em caso de um bom acordo, pedimos tempos para crescer a pagar. Não cairemos em default.”

COMO ELE VIROU O VICE QUE BOLSONARO QUER. Saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 37 comentários