ACESSE

Fenapef se aproveita do sucesso da Lava Jato para eleger policiais

Telegram

“Em tese, a gente está se aproveitando do momento.”

Foi o que admitiu Luis Boudens, presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), que quer lançar 24 policiais como candidatos nas eleições de 2018, segundo o Estadão.

Ele se refere ao sucesso da Lava Jato, já aproveitado em 2016.

 

No ano passado, segundo o jornal, foram eleitos 23 delegados para vereadores e prefeitos, em 14 estados – um salto em comparação com as eleições municipais anteriores, de 2012, quando ainda não havia uma movimentação da federação e apenas nove delegados foram eleitos.

“Agora a polícia vai resolver a política de dentro. Em várias unidades, temos colegas convidados pela própria população”, disse Boudens.

Resolver “a política de dentro”, explica o Estadão, “significa possivelmente participar de partidos cujos integrantes foram citados, denunciados, conduzidos coercitivamente ou até presos. Não consta na lista o PMDB de Picciani, mas os agentes se distribuem pelas siglas: PSDB, PSC, PRP, SD, PPS, PTB, PSD, PPL, PR, Patriotas e Rede – as duas últimas legendas são as únicas não envolvidas na Lava Jato.”

O juiz Sérgio Moro e os procuradores da operação – estes, sim, envolvidos diretamente com ela – já negaram qualquer candidatura, apesar dos boatos espalhados pela Orcrim.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 19 comentários