Férias no bolso

Em Minas Gerais, o Ministério Público conseguiu garantir mais um benefício para a instituição.

“O projeto de lei que criou o auxílio-saúde para promotores e procuradores garantiu que eles podem receber em dinheiro até dois salários adicionais por ano a título de férias-prêmio”, diz a Crusoé.

Leia a íntegra da nota aqui.

Joice Hasselmann: ela quer ser a capitã do novo governo. Leia AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 56 comentários
  1. Faça o q quero ou te denuncio. Faça o q quero ou te condeno. Por outro lado: te dou o aumento mas não quero ter problemas. Simples assim…apenas coloque no plural e nos quatro poderes.

  2. Temos 3 poderes no Brasil, que são maior desgraça deste Pais, tem gente boa no meio tem, mas eles querem mais e mais, que todos os Brasileiros paguem sua contas, tem mudar tudo neste Pais.

  3. Na prática o que está Cidadã Auditora constata é que membros da magistratura e MP são quem têm institucionalizado a adm. da inveja, muitos roubam e se juntam em ORCRIM para isso!

    1. Minas, através da PBH com o Cidadão Auditor, inova e propõe ao BR, além da Min. Trabalho vinculado ao setor econômico, solução para o modelo único com pessoal. O prob. é quem trabalha é escr

    1. Concordo, salário base garantido! Direitos iguais aos empregados privados, como servidores receberem pelo tempo que permanecem à disposição, por horas extras e de indenização p\ descanso.

  4. Acho que os cargos no executivo, legislativo e judiciário deveriam adotar o Regime de Horas de Sobreaviso, como fez a Prefeitura de Belo Horizonte, sem +. Quem fica por conta “recebe”, é + justo!

    1. Agora, seria melhor termos uma legislação especifica para regulamentar a base das horas trabalhadas, horas extras e indenização do descanso, o TRT 3 vai ter decidir o adequar o Regime, espero!

  5. O déficit de 12,6 bilhões esse ano em Minas Gerais, não custa nada pendurar mais essa despesa na conta do contribuinte,percebe-se que a tal moralidade exigida pelo MP é só para os outros, lamen

  6. My God! Este país não corre o mínimo risco de dar certo. A BANDIDAGEM já loteou o bananal há décadas. Quem é honesto e quer viver dignamente, que se esforce e procure um país civilizado. Aqui

  7. E ai mineiros, botem p/cima, não é possível, Minas rastejando p/sobreviver, e os encastelados recebem mais mordomias?. Há elite brasileira leva o país p/uma intervenção social muito seria.

    1. Se o senhor chamar um semi deus, digo, promotor de funcionário público ele se sentirá ofendido. Eles são denominados membros. Isso se conseguir falar com um …