ACESSE

Fernando Holiday vai processar vereador que o chamou de “macaco de auditório”

Telegram

Chamado de “macaco de auditório” pelo vereador Camilo Cristófaro, do PSB, Fernando Holiday disse à Época que o comentário do colega da Câmara Municipal de São Paulo foi um ataque racista disfarçado.

“Eu vi como um ataque racista disfarçado, porque ele claramente queria me chamar de macaco e coloca o termo “de auditório” como se estivesse se referindo a uma expressão popular, mas que fica completamente sem sentido naquele contexto. O termo usado ali só faz sentido como uma ofensa racista”, afirmou.

“Eu vou fazer uma representação no Ministério Público, vou processá-lo também na Justiça Civil por danos morais e vou representá-lo na Corregedoria da Câmara, embora eu ache que o processo não vá para frente. Ele é um protegido do status quo da Câmara Municipal. O alto comando ali acaba sempre abafando as polêmicas dele.”

O PGR DE BOLSONARO: FESTA PARA PETISTAS ENROLADOS NA JUSTIÇA E SOCIEDADE EM BANCA DE ADVOCACIA

Comentários

  • Claudia -

    Processar frases, crime de falar... não deveria ser pauta do MBL. Acho horrível, falta de empatia, de educação, mas ocupar justiça com essas bobagens, francamente. Custa dinheiro. Criancice.

  • Ivan -

    Ai, ai, aí! Vai trabalhar vagabundo!

  • Heloisa -

    O RACISTA e ANTI-ÉTICO Camilo Cristóforo vai ter na justiça o que merece. E não se reelegerá!!!!

Ler 47 comentários