Ferraço: “Estou desanimado com o Senado de hoje, mas muito esperançoso com 2018”

Diante das especulações de que Ricardo Ferraço deixaria o PSDB — o Podemos seria uma opção –, o senador eleito pelo Espírito Santo recebeu O Antagonista para uma entrevista exclusiva em seu gabinete.

“Não vou sair do PSDB, mas não vou mudar meus posicionamentos e continuarei combatendo o bom combate. Porém, decidi me licenciar do mandato a partir de novembro por um período de 120 dias. Sinto que é hora de eu estar mais perto do meu estado e mais longe de Brasília.”

Ferraço afirma que não desistiu da política de forma alguma, mas cansou “desse jogo e do Senado atual, completamente desalinhado com o que a população espera dos legisladores”.

O afastamento da capital federal, nas palavras do tucano, “será um gesto político”.

“Cansei não da política, repito, mas dos erros em série aqui em cometidos. A turma não cansa de estimular o corporativismo e a impunidade. Até o meu partido passou a fazer exatamente tudo aquilo que condenamos durante anos na era petista. É como se o Ministério da Saúde advertisse a mim: ‘Continuar em Brasília nesta situação fará mal à saúde’.”

O caso de Aécio Neves, que na semana passada conseguiu vencer no plenário e continuar no cargo de senador, “foi a gota d’água”, reconheceu Ferraço.

“Depois daquela votação, desisti. Deste mato aqui, já não sai mais coelho.”

O senador capixaba espera retornar a Brasília no fim de fevereiro do ano que vem, disposto a buscar a reeleição em seu estado e apostando que os brasileiros terão a coragem de, nas urnas, abandonar a “velha política” e renovar para valer a composição do Senado.

“Estou desanimado com o Senado de hoje, mas muito esperançoso com 2018. Torço para que, no ano que vem, os eleitores entendam que é possível, sim, eleger candidatos capazes de fazer uma nova política.”

Durante o licenciamento do tucano, assumirá a sua vaga o seu primeiro suplente, o empresário Sérgio Rogério de Castro.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Conversa mole…não tá satisfeito mas não muda de partido, decepcionado com a política mas não renuncia, cansado do senado mas quer ser reeleito… tá bom seu diferentão!!!

Ler mais 12 comentários
  1. Conversa mole…não tá satisfeito mas não muda de partido, decepcionado com a política mas não renuncia, cansado do senado mas quer ser reeleito… tá bom seu diferentão!!!

  2. Senador Ferraço a Nação está muito mais. Não perca por esperar o Senado será destituído!
    Luladrão teu lugar é na prisão!
    Luladrão teu lugar é na prisão!
    Luladrão teu lugar é na prisão!

  3. Pior tipo de covardia possível: quer se afastar da política agora para não se desgastar com a opinião pública, mas quer voltar à política e a mais 8 anos de mandato no Senado no ano que vem!
    É que nem esse Dallagnol e o Janot: condenam a política, mas ano que vem querem virar… políticos!
    Ou seja, é o famoso me engana que eu gosto!

  4. Vai tirar FÉRIAS com o nosso dinheiro! Ou ele vai abrir mão de R$ 33 mil por mês, mais plano de saúde do Sírio Libanês, mais 13 salário, mais gabinete com milhares de funcionários…? E a cota parlamentar? E o apartamento funcional em Brasilia?
    Se ele abrir mão de tudo isso, seria um belo exemplo!

  5. E quem cazzo é Sérgio Rogério de Castro?
    Principalmente: afastamento de 120 dias ou férias de 120 dias?
    E depois vem com papinho de “cansei”.
    Vá chupar um prego, rapaz.