FHC: "Como presidente, você tem que ouvir o outro"

Telegram

Na Argentina, onde participou hoje de um seminário promovido pelo jornal Clarín, FHC disse que um presidente deve buscar o diálogo com as lideranças políticas, independentemente dos partidos aos quais elas pertençam.

“Um presidente simboliza, mais do que um partido, uma nação. Há que se dar conta de que o exercício da presidência requer colocar de lado a visão partidária”, afirmou o tucano.

“Não é fácil equilibrar”, prosseguiu FHC. “Mas, como presidente, você tem que ouvir o outro. Eu ouvi muitas pessoas e não queria saber qual era a correspondência [com o que pensava].”

BOLSONARO EM CRISE COM PF E RECEITA. Saiba mais

FHC também disse que a “força institucional dos partidos e até dos Estados” vem diminuindo nos últimos tempos. E demonstrou preocupação com a ascensão do que chamou de “nacionalismo autoritário”.

“Com as redes sociais, formam-se tribos, comunidades. São novas formas de organização da sociedade que estão colocando partidos e velhas organizações em xeque. Os governos exigem certa estabilidade. Estávamos acostumados ao fato de que éramos contra o personalismo com a democracia partidária, mas agora temos Bolsonaro, Trump, Putin… É perigoso.”

Comentários

  • Francisco -

    Perto dos irmãos siameses em bandidagem Lula e Bolsonaro é estadista.

  • Polistyca -

    E temos você também seu vigarista: você FHC, chu.pador do entre dedos do pé de lula. Seu vigarista em cima do muro!

  • Conservador -

    Falem o que quiser, mas esse tirou o País do buraco e colocou no caminho do crescimento. Tá na hora do capitão mostrar parar de se preocupar em lacrar e mostrar pra que veio!

Ler 30 comentários