FHC e Emílio Odebrecht

No seu terceiro livro de memórias da Presidência, Fernando Henrique Cardoso cita Emílio Odebrecht nove vezes, contabilizou a Folha.

FHC anotou uma conversa com o empreiteiro sobre a sua sucessão, em julho de 1999.

Ambos achavam Mário Covas o melhor candidato.