ACESSE

Filha de Pazuello é designada para cargo na prefeitura do Rio

Telegram

Stephanie dos Santos Pazuello, filha do ministro interino da Saúde, foi designada hoje para cargo de supervisora na RioSaúde, vinculada à prefeitura.

Publicada hoje no Diário Oficial do município, a designação é retroativa, com validade a partir de 6 de julho, ou seja, 17 dias atrás.

A assessoria de imprensa não soube informar imediatamente se Stephanie já trabalhava na prefeitura antes desse cargo. O Antagonista não encontrou o nome dela no Diário Oficial em outra data, mas a capacidade de busca desses sites costuma ser limitada.

Em nota, a prefeitura do Rio informou: “[a] contratação de Stephanie dos Santos Pazuello não tem qualquer relação ao parentesco com o ministro da Saúde, mas sim ao fato de a profissional atender aos critérios técnicos necessários ao cargo para o qual foi admitida. Ela é formada em Administração, com experiência na iniciativa privada em gestão de pessoas, recrutamento e processos admissionais. É uma área que cresceu muito na RioSaúde nos últimos meses, em função dos oito projetos emergenciais assumidos para o enfrentamento da covid-19, resultando na contratação de quase 6 mil funcionários. A profissional tem, portanto, a qualificação necessária para trabalhar e atender às necessidades da Empresa Pública de Saúde”.

A prefeitura do Rio informou que o vencimento bruto de supervisor da Diretoria de Gestão de Pessoas é de R$ 7.171,00 (salário de R$ 6.332,01 + R$ 838,99 de antecipação do acordo coletivo).

(Esta notícia foi atualizada às 16h43 para incluir o salário do cargo de supervisor na RioSaúde).

Leia mais: Diogo Mainardi: 'Gilmar não vai derrubar Bolsonaro'

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 92 comentários