Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Filho de senador que votou contra MP da Eletrobras perde cargo no governo: "O Centrão está no comando"

Os ministros Gilson Machado e Luiz Eduardo Ramos ligaram para Izalci Lucas para negociar o voto do parlamentar na medida provisória
Filho de senador que votou contra MP da Eletrobras perde cargo no governo: “O Centrão está no comando”
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O filho do senador Izalci Lucas, líder do PSDB, perdeu o cargo que tinha no governo de Jair Bolsonaro depois que o pai votou, na semana passada, contra a MP que abre caminho para a privatização da Eletrobras.

“Os caras acham que me medem pela régua deles. A régua deles é essa. O Centrão está comandando”, disse Izalci a O Antagonista.

“Veja com o Gilson e com o Ramos: eles que podem lhe responder melhor”, acrescentou o senador.

Gilson é Gilson Machado, ministro do Turismo. Ramos é Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Casa Civil.

Segundo o senador afirmou a este site, os dois ligaram para ele antes da votação.

“Eles me ligaram para dizer que contavam com o meu voto e que poderiam empregar uma pessoa que indiquei quando eu ainda era vice-líder do governo.”

Em setembro do ano passado, o tucano deixou a função de vice-líder do governo Bolsonaro no Senado. Ele alegou, à época, impossibilidade de conciliar essa atividade com a de líder do PSDB, que acabara de assumir.

Izalci não só não fez a indicação oferecido por Gilson e Ramos, como soube, ontem, da exoneração de seu filho, que ocupava até então o cargo de diretor de Empreendedorismo Cultural da Secretaria Especial da Cultura, ligada à pasta de Gilson Machado.

“Ninguém falou nada comigo de exoneração. Soube pelo meu filho e pelo Diário Oficial.”

A MP da Eletrobras foi aprovada em definitivo na última segunda-feira, repleta de jabutis.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO