Filhos de Bumlai tinham ‘cheque especial’ milionário no BTG

O relatório da Receita Federal, que O Antagonista revelou mais cedo, traz também análise da suspeita evolução patrimonial dos filhos de José Carlos Bumlai. A mais surpreendente é de Maurício Bumlai, cujo patrimônio saltou de R$ 3,86 milhões para R$ 273,8 milhões em apenas seis anos.

Boa parte desse crescimento ocorreu em decorrência de doações de Bumlai e da venda de fazendas da família para o BTG-Pactual, de André Esteves. Todas essas operações estão sob suspeita.

Maurício e os três irmãos abriram contas no BTG. A quebra do sigilo bancário dessas contas revelou saques de dezenas de milhares de reais a descoberto, ou seja, sem que houvesse saldo suficiente. É como se os Bumlai tivessem um cheque especial ilimitado.

Em 2012, Maurício sacou mais de R$ 142 milhões de sua conta no BTG. No mesmo período, foram creditados apenas R$ 42 milhões. Para a Receita, os lançamentos não são “nada compreensíveis”, pois “demonstram débitos superiores ao total de créditos disponíveis”.

Será que Esteves doou por questões humanitárias R$ 100 milhões para o filho do operador de Lula?

Faça o primeiro comentário