Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Filipe Martins alega que gesto supremacista era para 'ajeitar lapela do terno'

Filipe Martins alega que gesto supremacista era para ajeitar lapela do terno
Foto: Arthur Max/MRE

Filipe Martins, o assessor de assuntos internacionais de Jair Bolsonaro, foi ao Twitter esbravejar contra quem associou o gesto que ele fez em audiência hoje no Senado —e que enfureceu os senadores— ao supremacismo branco.

“Um aviso aos palhaços que desejam emplacar a tese de que eu, um judeu, sou simpático ao ‘supremacismo branco’ porque em suas mentes doentias enxergaram um gesto autoritário numa imagem que me mostra ajeitando a lapela do meu terno: serão processados e responsabilizados; um a um”, escreveu o assessor.

Abaixo, O Antagonista republica o vídeo da sessão do Senado para que o leitor veja (ou reveja) o gesto. Convenhamos: é, na melhor das hipóteses, um jeito meio esquisitão de “ajeitar a lapela”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO