Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Filipe Martins é denunciado pelo MPF por gestos racistas

Assessor presidencial foi flagrado durante sessão do Senado fazendo sinais usados por movimentos de supremacia branca
Filipe Martins é denunciado pelo MPF por gestos racistas
Reprodução/TV Senado

Filipe Martins, assessor de Jair Bolsonaro, foi denunciado hoje pelo MPF por ter sido flagrado fazendo gestos racistas durante sessão do Senado em maio deste ano.

Segundo o MPF, os gestos de Martins, usados por movimentos de supremacia branca em referência à expressão ‘White Power’, foram realizados intencionalmente. Ele é acusado de ter praticado e induzido a discriminação e o preconceito de raça.

“Não é verossímil nem casual que tantos símbolos ligados a grupos extremistas tenham sido empregados de forma ingênua pelo denunciado, ao longo de vários meses em que ocupa posição de poder na estrutura da administração pública federal, nem que sua associação a grupos e ideias extremistas tenha sido coincidência em tantas ocasiões”, disse o MPF.

Para o MPF, “a supremacia branca é ideologia inerentemente racista, porque pressupõe e advoga a preeminência das pessoas de pele branca sobre as demais, particularmente sobre pessoas negras, latinas e asiáticas”.

Se condenado, ele pode ter que pagar multa de R$ 30 mil e perder seu cargo.

Em nota enviada a O Antagonista, a defesa de Martins diz que houve “excesso de acusação sem embasamento em nenhuma prova idônea”.

Leia a íntegra da nota:

“O advogado João Vinicius Manssur, que representa Filipe Martins, reitera a atipicidade da conduta e aguarda serenamente a pronta rejeição da denúncia, inclusive por excesso de acusação sem embasamento em nenhuma prova idônea. A história de vida de Filipe Martins e suas lutas pelas liberdades públicas e pelos direitos fundamentais caminham a seu favor.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO