Filminho da discórdia

A turma do filminho do impeachment anda causando intrigas no Senado. Parlamentares, assessores e jornalistas demonstram incômodo com tantos produtores e cinegrafistas filmando tudo e todos a todo instante.

“Só falta entrarem com a gente no banheiro”, disse uma senadora ao Antagonista.

A “base” da turma do filminho são os gabinetes de Gleisi Hoffmann e Lindbergh; foram os dois que conseguiram convencer Renan Calheiros a liberar o acesso – total – desse pessoal (inclusive no plenário, onde nem assessores mais próximos dos senadores estão podendo entrar em dias de sessão do impeachment).

Nos últimos dias, o grupinho conseguiu se indispor com os próprios jornalistas que cobrem as atividades do Senado, após filmarem conversas no comitê de imprensa.

Faça o primeiro comentário