Fim de Feira

João Santana, o Feira, pediu acesso aos autos da Lava Jato sobre os pagamentos que ele recebeu das empreiteiras em suas contas no exterior.

O juiz Sergio Moro respondeu:

“Foram instauradas investigações que ainda tramitam em sigilo. Medida como rastreamento financeiro demanda para sua eficácia sigilo sob risco de dissipação dos registros ou dos ativos. Como diz o ditado, dinheiro tem coração de coelho e patas de lebre”.

Em seu despacho, citado pela Folha de S. Paulo, o juiz Sergio Moro disse também:

“Querendo, poderá o investigado antecipar-se à conclusão da investigação e esclarecer junto à autoridade policial seu eventual relacionamento com o grupo Odebrecht”.

O Feira não vai se antecipar.