Fim do dinheiro público nas campanhas

O Estadão, em editorial, defende o fim do financiamento público para as campanhas eleitorais:

“Em 2015, o País deu um grande passo ao proibir as doações de pessoas jurídicas. Cabe agora, com a comprovação empírica de que o dinheiro público não é essencial para a campanha eleitoral, também eliminar o financiamento público, que gera graves desequilíbrios. Os partidos políticos são entidades privadas, que não devem ser sustentadas com dinheiro público. Acabar com o dinheiro público na campanha não é uma utopia e tampouco uma loucura. É um passo plenamente possível, que fortalece o papel do cidadão no processo político.”

O Antagonista, é claro, concorda.

Bolsonaro x Haddad: o que a grande imprensa não conta para você está AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler comentários
  1. Marco disse:

    TODO o Brasil q presta concorda, Antagonistas... Nada mais lógico e cristalino do q desarmar a ORCRIM parasita.

  2. José disse:

    Pelo visto o NOVO já está fazendo escola!

  3. Nobre disse:

    CONCORDO!!! Chega de financiamento de campanhas com recursos públicos.

  4. Fábio disse:

    Concordo plenamente em cortar financiamento público de campanha e fundo partidário. Vamos tirar essa mamata desses ladrões.

  5. André disse:

    Também concordo, mas acho difícil o PSL recusar os 110 milhões de reais a que tem direito por ano. Será?

    1. Se o PSL recusar, o dinheiro será dividido entre os outros partidos que aceitaram. Deve-se aprovar uma lei que acabe com este financiamento público de campanhas.

  6. Silvia disse:

    Esta campanha provou por A+B que o político que quer se eleger tem que ter a confiança do eleitor. Quer ser político? Tenha competência junto ao eleitor, que aí as pessoas fazem a campanha.

  7. Antonio disse:

    Tem que acabar também o horário eleitoral e propaganda política na TV, não serve para apresentar propostas, só para calunias e agressões verbais, tudo com dinheiro público.

  8. LUIZ disse:

    O negócio é acabar com a mortadela. O que a Cristiana Lobo vai dizer do fim da mortadela? E a Monica Bergamo?

    1. Boicotem programas onde esses militantes travestidos de jornalistas estiverem. Esse povo só entende quando dói no bolso.

  9. Anay disse:

    Olha aí, alguém acha que propostas boas como essa estamparias o edital de algum jornalão se o Maldad estivesse ganhando? Bolsonaro espalha a democracia até na imprensa msm!!!!

  10. Eduardo disse:

    Partidos políticos são associações de pessoas que defendem uma ideia para dá norte ao Estado. Elas existem da contribuição financeira e das ideias individual dos seus associados. Conheceremos P

  11. Cleuza disse:

    Se muitos partidos agem como quadrilhas, temos que parar de financiá-los. Que a competência de cada grupo seja medida pelo povo, que o financiará, ou não. Grana nossa p eles nos ferrar, Não!

  12. fabio disse:

    O Estadão, é impressão minha ou tá querendo uma beirada na onda conservadora e criando para si uma espécie de "fox news" brasileira? Nada contra.....

    1. O Estadão já deu mta bola fora, mas quando acerta devemos enaltecer. Quem sabe não perceberam que estavam agindo de forma errada e resolvem mudar?

  13. Mauricio disse:

    Fala sério! Grande passo?? Só aumentou a influência do crime organizado e das igrejas evangélicas. Financiamento privado e comitê de campanha nos moldes EUA. URGENTE!!!

  14. Gustavo disse:

    Concordo. A campanha de Bolsonaro é um exemplo disso. Sem dinheiro, tempo de tv e muito tiozão de whatzap é mais do que suficiente. Por outro lado, as caras campanhas de PT e PSDB também corrobora

  15. Jaghuar disse:

    Bolsonaro provou que não precisa de dinheiro público na camapanha eleitoral.

  16. Mariza disse:

    Não curto mais o Estadão, mas é fato que esse fundo para bancar campanha eleitoral de políticos é imoral. É um tapa na cara do pagador de impostos. Oxalá, as mostras de não usar nosso dinheiro

  17. Marcela disse:

    Político antigamente fazia sua campanha com dinheiro próprio. Sua obrigação era votar, aprovando ou não projetos do executivo! Não tinha nada de emendas parlamentares e outras canalhices!!!!

  18. Leonardo disse:

    Toda essa conversa fiada tem por fundo a ideia comunista de que o poder econômico beneficia a direita. Hoje todo o poder econômico beneficia a esquerda.

  19. José disse:

    Os políticos nao precisam mais do bolsa político do que as famílias precisam do bolsa família. Fora pt

  20. Brasil disse:

    Essa eleição mostrou que não é necessário dinheiro público para fazer campanhas, muito menos propaganda obrigatória na TV!

  21. marco disse:

    Tem que acabar com essa palhaçada. Esse dinheiro tem que ser destinado para a saúde. Outra coisa tem que parar da CEF patrocinar times de futebol.

  22. Katti disse:

    Reinaldo Azevedo não vai gostar disso! Ele pula de raiva cada vez que alguém fala nisso!!! Que se F..... Reinaldo Azevedo!!!

  23. izabel disse:

    A campanha de Bolsonaro prova a tese. Não é preciso dinheiro para partidos.

    1. Sim.. Horario eleitoral da TV ja é MAIS que suficiente.

  24. tarcisio disse:

    Eu também sou a favor de acabar com o financiamento às campanhas políticas, tanto público quanto privado.O povo não deve pagar e as empresas só pagam para ter grande lucro nas obras.

  25. Elias disse:

    Político que trabalha em prol dos interesses do povo, não precisa de financiamento público,a prova disto é Bolsonaro,gastou quase nada e vai ganhar fácil,usando as contribuições de seus eleitor

  26. Aurélio disse:

    Em 2017, o Estadão não deu uma bufa sequer contra a aprovação do Fundo Eleitoral. Ñ fez campanha (jornalística) contra essa excrecência e muito menos fez ataques ao Fundo Partidário. Agora a c

  27. Romino disse:

    Além de por fim ao financiamento público para as campanhas eleitorais, deveria acabar o fundo partidário, que sustenta tantos "partidos" que nada representam, assim como acabou o imposto sindical

  28. Carlos disse:

    tem que acabar o voto obrigatório já que dizem que estamos numa democracia , tem muita gente e empresas ganhando dinheiro publico com essa situação

    1. Inclusive a eleição para cargos do legislativo deve ser por maioria, não proporcional. Voto proporcional é desrespeito à vontade popular.

  29. Gosaurus disse:

    Vai na linha do meu pensamento: tirando saúde, educação e segurança, e salvo raras exceções, devemos tirar as mãos ávidas e ineficientes do Estado deste tipo de coisa. No Brasil não funciona.

  30. Marcos disse:

    Tem que acabar mesmo. Bolsonaro mostrou que nao é necessário. Quem se beneficia disso sao os "donos" dos velhos partidos.

  31. Cleuza disse:

    Concordo. As vaquinhas virtuais deram certo.

  32. Caco disse:

    Isso é óbvio! Essa porcaria foi inventada para o ditador da ocasião controlar quem vai ou não ser eleito. Fim do Fundo Partidário imediatamente!

  33. Vivian disse:

    Bolsonaro tem essa proposta ... agora o Antagonista concorda que nós contribuintes paguem empresas privadas p sustentá-los como a Folha de SP,. Globo, Bandeirantes e todo o cartel instalado no BR?

    1. Exatamente, são entidades privadas e devem se sustentar sozinhas!

  34. Henry disse:

    Outra coisa que tem que acabar é PUBLICIDADE DO GOVERNO... quando precisar qq divulgação, manda pro Diário Oficial.. pega a grana e coloca em saúde, educação e segurança...

  35. wanderlei disse:

    Acabar com o dinheiro público, reduzir número de parlamentares em 50%, e acabar com privilégios e vantagens indevidas.

  36. Eduardo disse:

    Financiamento público de partidos é uma excrescência. Que se financiem só com contribuições de pessoas físicas, como faz o inovador Partido Novo.

  37. Ulisses disse:

    A eleição da expressiva bancada do PSL é prova disto.

  38. VotoAos21Anos disse:

    E instituir voto aos 21 anos. drástica redução da doutrinação nas universidades públicas. Menor custo eleições. Qm tem q defender o pão nosso de cada dia vai votar com + responsabilidade. B17

    1. E fim do voto obrigatório, voto em Penitenciárias e suspensão d título enquanto o eleitor for beneficiário d subsídio governamental (bolsa-família, FIES, etc.).

  39. anderson disse:

    O Estadão fechou com a esquerda todo o governo petista... e agora só porque fez um editorialzinho meia culpa, já detém as prerrogativas de opinar?... mau secou meia sola já que sentar na janela.

    1. Oesp está se bandeando para o lado do vencedor para tentar manter as vultuosas verbas da publicidade governamental. coitados, a teta vai secar.

    2. Tá de dar nojo oesp, V magal, eliane cata, e caterva... Cancelei assinatura mês passado. Jogaram 150 de história no lixo. E vamos nós. ..

  40. Lucas disse:

    Todo mundo viu nessa eleição que dinheiro não adiantou nada. Meirelles gastou 50 milhões e teve menos votos que Daciolo, que gastou 700 reais. Para fazer campanha, basta um celular.

  41. RENATO disse:

    Concordo. E mais, tem que ter um limite de aporte financeiro, O Jair demonstrou que né possivel fazer campanha limpa sem milhoes e milhoes de reais

  42. Giusti disse:

    E fim do horário "gratuito" d TV tbm, pq são vários os "partidos" q só existem p negociar seu tempo d TV e abocanhar o Fundo Partidari

  43. José disse:

    Bolsonaro fez campanha em casa, sem recursos e a coisa funcionou. O que importa são as propostas e honestidade do candidato, o que decididamente o PT não tem.

  44. Giusti disse:

    Qdo o governo financia é q acontecem as distorções, vide sindicatos, ONGs, artistas, imprensa, etc.. Tdo na sociedade está fora d seu devido lugar d importância por financiamento do q não tem va

  45. Paulo disse:

    Ao cidadão o poder de decidir o que importa ou não. Está aí o poder da democracia , ao Estado a segurança a mobilidade e a legislação, que garanta a equidade. Bancar grupos , etnias ou polític

  46. Cris disse:

    Concordo. E acabem com propaganda eleitoral na TV e rádio.

  47. Laércio disse:

    Bolsonaro provou que não é grana que ganha eleições. Doações só servem para encher os bolsos de candidatos corruptos e beneficiar empresas.

  48. Marcos disse:

    Agora vai convencer o maior beneficiado disso

  49. LIBERTÁRIOS disse:

    Nós, libertários, defendemos isso MUITO ANTES de todos vocês. Reconheçam! E dizemos mais: em 2015 demos sim um passo, ERRADO, contra doação empresarial. Empresas produzem todo que precisamos. TU

  50. Freedom disse:

    Fim do dinheiro público para o Roger Waters!

  51. LUIZ disse:

    Deveriam ACABAR ,também, com o HORÁRIO POLITICO pois pra ganhar a eleição muitos candidatos NÃO tinham mais que trinta segundos.

  52. LUIZ disse:

    Deveriam ACABAR ,também, com o HORÁRIO POLITICO pois pra ganhar a eleição muitos candidatos NÃO tinham mais que trinta segundos.

  53. Osli disse:

    Não apenas o Antagonista, mas qualquer cidadão, que tenha bom senso, vai concordar com isso. Esse financiamento de campanha não é apenas um absurdo, como um incentivo a corrupção...

  54. Jorge disse:

    Poderiam dar nomes aos bois. BOLSONARO fez uma campanha sem verba pública e muito econômica, Amoedo não usou verba pública, o que prova que e perfeitamente possível tirar esta excrecência

  55. Isabelle disse:

    Veja a campanha que o Bolsonaro fez, gente... Isso é completamente possível. É um absurdo usar bilhões para campanha politica.

  56. João disse:

    privatizar tudo e acabar com as malditas ongs tambem.

  57. ribeiro.js@hotmail.c disse:

    Discordo. O dinheiro que tem de ser proibido é o privado, tem-se é que diminuir os valores das verbas públicas coladas à disposição dos partidos.

  58. claudio disse:

    a campanha de Jair Bolsonaro deixa mais um legado. Comprova-se que esse repasse é mais um embuste dos socialistas na reforma constitucional, conveniente, mas desnecessário para envolvimento do cidad

  59. Jacqueline disse:

    É exatamente isso. Chega de usar nosso dinheiro com partidos políticos, o povo cansou de sustentar essa cambada. Está na hora de acabar com os supersalários de Ministros do STF, STJ, TSE, TST, TCU

  60. Mauro disse:

    Com certeza tem que acabar mesmo com essa farra, muda Brasil...

  61. Antonio disse:

    Só não concorda quem se locupleta com o dinheiro público.

  62. RICARDO disse:

    Corrigindo o Editorial do Estadão: “refém do dinheiro público” NÃO! Refém do meu, do seu, do nosso dinheiro!! Não quero contribuir com nenhuma campanha política!! Usem seus próprios recurs

  63. Adolfo disse:

    Concordo plenamente. Acabem com o financiamento e as cotas a cumprir para mulheres e todo resto que só atrapalha.

  64. João disse:

    Só de ver dinheiro público de campanha usado pra pagar jatinho, viajens luxuosas, compra de helicópteros, me da nojo!!!!!