Flávio Bolsonaro empregou na Alerj família de PM monitorado pelo Coaf

Telegram

Flávio Bolsonaro, senador eleito, empregou em seu gabinete na Alerj a mulher e as duas filhas de seu ex-assessor e PM Fabrício Queiroz, informa Lauro Jardim.

Queiroz, que trabalhou até outubro com Flávio, está sendo investigado em razão de um relatório do Coaf que apontou “movimentação atípica” de R$ 1,2 milhão em suas contas bancárias.

Além de Queiroz, sua mulher, Márcia Aguiar, e duas filhas, Nathália e Evelyn, também foram empregadas pelo senador eleito. Evelyn ainda é assessora de seu gabinete na Alerj.

O inimigo número 1 de Sergio Moro. Leia AQUI

Procurado por O Globo, Flávio afirmou que todas as nomeações foram publicadas no Diário Oficial e que “não há nada a esconder”.

Comentários

  • PAULO -

    Pc. Bolsonaro deve uma explicação a seus eleitores. O MPF deve investigar. Quem foi eleito sob a bandeira de combate à corrupção não tem direito a suspeitas. Deve mostrar não ser corrupto.

  • REVOLTADO -

    O objetivo dos aliados da ORCRIM é desestabilizar o novo governo através do descrédito na opinião pública! A plantação na imprensa cumpanhêra é o caminho para barrar as mudanças no sistema!

  • Wagner -

    Agora se for licito(dentro da lei)

Ler 358 comentários