Flávio Bolsonaro não vai a acareação com Paulo Marinho

Como já vinha avisando, Flávio Bolsonaro não compareceu à acareação marcada para esta segunda-feira (21) com o empresário Paulo Marinho para tratar do suposto vazamento da Operação Furna da Onça, em 2018.

A defesa do senador informou que hoje ele está em agenda oficial no Amazonas e que, há um mês, pediu ao MPF para marcar a acareação para 5 de outubro, no gabinete dele, em Brasília, ou por videoconferência. Um novo pedido foi feito hoje pelos advogados.

Ex-bolsonarista hoje rompido com o clã, Marinho chegou sozinho à sede do MPF no centro do Rio por volta das 14h30 de hoje.

A acareação foi marcada porque a Procuradoria considera que um dos dois mentiu em depoimento –Marinho disse ter ouvido de Flávio que um delegado da PF vazou a informação sobre a operação, mas o senador nega.

“Com certeza alguém mentiu, né? E não fui eu”, disse o empresário em sua chegada ao MPF.

Desde agosto, quando foi marcada a acareação, a defesa de Flávio diz que, em razão do mandato de senador, tem direito de marcar dia e hora para depoimentos.

“Vamos analisar se há razão jurídica para isso. Em não havendo, vamos tomar a providências cabíveis”, disse o procurador Eduardo Benones, responsável pelo caso. “Como a divergência não é apenas circunstancial, mas divergem substancialmente, [a acareação] precisa ser [feita] pessoalmente, não pode ser por videoconferência. Não há razão para escolha de local e data, porque é acareação. Imagine se a outra pessoa tivesse mandato”, afirmou.

Os advogados de Flávio dizem que não houve desobediência.

“Nem o Procurador da República poderia dar ordem ao Senador e nem essa ‘ordem’ seria legal, pelo que constituiria uma impropriedade técnica com poucos precedentes na história do Judiciário Fluminense”, afirmou a defesa, em nota.

Leia mais: EXCLUSIVO: O BUNKER SECRETO DOS FILHOS DE BOLSONARO
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 94 comentários
TOPO