ACESSE

Flávio Bolsonaro propõe não punir agente de segurança que 'neutralizar' quem estiver com fuzil

Telegram

Flávio Bolsonaro protocolou no Senado um projeto de lei que livra de punição policiais e membros das Forças Armadas que “neutralizarem” quem estiver portanto fuzil ou outras armas de uso restrito.

Na justificativa, o senador, filho do presidente, diz que a proposta é para dar maior segurança jurídica a quem “tem por dever de ofício colocar sua vida em risco em prol da segurança da sociedade”.

Censura à Crusoé: "É perversão da ética do direito" Leia mais

Comentários

  • EDUARDO -

    Isso vai trazer à ativa centenas de atuais milicianos expulsos por essa razão. Promovidos e remunerados por todos os anos. Qdo fez pra liberar posse houve massacre na escola. Agora muzema.

  • Kalá -

    Já não é assim, caramba ?

  • Clóvis -

    Então não adianta mais liberar arma pra população, não é? Imagine um homem negro com uma arma licenciada. Vai levar tiro porque tá liberado pelo Flávio Bolsonaro.

Ler 137 comentários