Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Flávio Bolsonaro volta a criticar CPI; sessão é suspensa novamente

O senador disse que a comissão "escolheu acusados e trabalhou incansavelmente para tentar incriminá-lo, mas não conseguiu"
Flávio Bolsonaro volta a criticar CPI; sessão é suspensa novamente
Foto: Reprodução/Youtube

Presente à última da sessão da CPI da Covid, Flávio Bolsonaro (foto) voltou a criticar os trabalhos da comissão.

O senador afirmou que a CPI “escolheu acusados e trabalhou incansavelmente para tentar incriminá-los [a família Bolsonaro], mas não conseguiu.”

O filho do presidente da República também repetiu a crítica de que senadores usam as mortes na pandemia para fazer campanha antecipada.

“Acusam o presidente Bolsonaro de ser contra a vacina, mas não fizeram absolutamente nada para que uma vacina sequer chegasse até o braço do brasileiro”, disse.

Flávio novamente afirmou que o relatório final da CPI elaborado por Renan Calheiros é “político” e não tem base jurídica. O documento pede 81 indiciamentos, incluindo o de Flávio e o de Jair Bolsonaro. O senador disse que o documento tem um “tom de vingança” e mencionou o bate-boca que teve com o relator da comissão em maio. Na ocasião, o filho do presidente chamou Renan de “vagabundo”. O relator rebateu Flávio: Vagabundo é você que roubou dinheiro do pessoal do seu gabinete.”

A CPI foi suspensa novamente, para a sessão no plenário do Senado, como antecipamos mais cedo. A reunião será retomada ainda hoje, para a votação do relatório final.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO