ACESSE

Flávio 'não pode ser culpado' por homenagens a milicianos, diz Bolsonaro

Telegram

Antes de voltar ao Brasil, Jair Bolsonaro deu entrevista em Davos para o jornal americano The Washington Post.

Na entrevista, relata o Estadão, o presidente disse que Flávio Bolsonaro não pode ser culpado pelas homenagens que fez a acusados de comandar milícias no Rio.

Segundo Bolsonaro, seu filho mais velho, deputado estadual e hoje senador eleito, fez na Alerj “mais de 300 diferentes condecorações e títulos de honra” a profissionais de segurança pública e não poderia ser responsabilizado por duas em que pode haver irregularidades.

Em 2003 e 2004, Flávio apoiou homenagens na Alerj aos PMs Adriano Magalhães da Nóbrega e Ronald Paulo Alves Pereira.

Ambos são acusados de participar da milícia de Rio das Pedras e tiveram mandados de prisão expedidos na Operação Os Intocáveis.

O FIM DOS AMIGOS DA ONÇA NO PLANALTO. LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 198 comentários