Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Flávio pede destituição de Renan da relatoria da CPI e o compara a Deltan

Senador disse que, além de deixar depoimento de médicos pró-tratamento precoce, relator votou contra convocação de Carlos Gabas para proteger o filho
Flávio pede destituição de Renan da relatoria da CPI e o compara a Deltan
Foto: Marcos Oliveira/Agencia Senado

Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) pediu aos demais senadores da CPI da Covid que apresentem um requerimento para destituir Renan Calheiros (MDB-AL) da relatoria, por ter deixado hoje a sessão durante o depoimento de médicos favoráveis ao tratamento precoce.

“A postura de hoje, de se levantar, é um desrespeito não só às pessoas, mas ao Senado. É a constatação, o carimbo na testa de que não tem a menor possibilidade de continuar. Não atende a um requisito básico de alguém que tem que compor o relatório. Claramente ele não respeita o contraditório”, afirmou.

Depois, de forma pejorativa, comparou o senador a Deltan Dallagnol, ex-coordenador da Lava Jato no Paraná. “Não é à toa que já se fala em Brasília o Renan Calheiros estar sendo chamado de Renan Dallagnol. Aliás, deve estar dando inveja ao Deltan Dallagnol pela sua metodologia.”

Ele ainda disse que Renan Calheiros deve ser impedido por ter votado contra um requerimento para convocar o ex-ministro Carlos Gabas, ex-secretário do Consórcio Nordeste.

“Comprovadamente fez uma compra fraudulenta. Gastou R$ 48 milhões para comprar respiradores de uma empresa fantasma e que não entregou os respiradores. Está constatado, está evidenciado, é um crime que a CPI, em sua grande maioria, estar interessada em investigar. Mas Renan Calheiros, para proteger seu filho… Dando a prova concreta de que está impedido de exercer essa função”, afirmou.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO