Flávio Rocha: Bolsonaro pode ser o ‘Marine Le Pen’ brasileiro

Flávio Rocha está sendo sabatinado agora na série do Correio Braziliense.

O dono da Riachuelo disse que Jair Bolsonaro talvez seja um “Marine Le Pen” brasileiro e que, no campo econômico, as posições dele e do presidenciável do PSL são “totalmente distintas”.

Rocha afirmou ainda que, nesta eleição, haverá predominância de um “debate dos valores”.

“Marx está morto, enterrado a mil pés de profundidade. O que está vivo é Gramsci. Marxismo intelectual, ataque aos valores, atacar a família, a polícia, a Justiça… é por aí que vem o risco de um retrocesso ideológico.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. As centenas de mortes violentas de policiais militares e civis, como no estado do RJ, são um exemplo prático do Gramscismo de que fala o presidenciável Flávio Rocha, fora os roubos, sequestros, assassinatos, invasões de patrimônio e outros crimes de que a população brasileira, desarmada e vulnerável, é vítima usual há muitos anos.

Ler mais 42 comentários
  1. As centenas de mortes violentas de policiais militares e civis, como no estado do RJ, são um exemplo prático do Gramscismo de que fala o presidenciável Flávio Rocha, fora os roubos, sequestros, assassinatos, invasões de patrimônio e outros crimes de que a população brasileira, desarmada e vulnerável, é vítima usual há muitos anos.

  2. Os 1% do Flavio Rocha estão fazendo ele dar uma de Alkimin. Chega de candidatos enrolados com esse sistema podre e corrupto, Bolsonaro é a solução para um Brasil decente.

  3. Ele fala que Bolsonaro é isso , é aquilo , só porque Bolsonaro não se curva , ele não se submete , ele nao tem vocação para ser ESCRAVO. Alguém por aí foi ACUSADO DE TER FEITO ESCRAVOS, quem é que pode ser este tal 1 por cento de intenções pesquisadas , quem ? Quem ? Quem? …….
    Não , não o menosprezo , afinal , o dito também é um cara durão , e firme , assim como uma ROCHA.

    1. Cuidado. Falavam isso tudo de Hitler. Ah, e de Collor de Melo tb. Lembram? Nos dois casos, deu no que deu.

  4. Flávio Rocha deve ter outras qualidades, mas,
    a maior delas é ter sido atacado por petistas.
    Sem dúvida os melhores(candidatos) no campo da direita
    são João Amoedo do Partido Novo e Bolsonaro,
    é o que a direita no Brasil tem para escolher. Todo
    o resto faz parte do Mecanismo montado pelos grupos
    que se acham donos do Brasil, os responsáveis pela gatunagem.

  5. “Marxismo intelectual, ataque aos valores, atacar a família, a polícia, a Justiça… é por aí que vem o risco de um retrocesso ideológico”.
    É por isso que eu vou de Bolsonaro.

  6. Rochinha BNDES , liberal do dinheiro público, quer pousar de conservador? .
    Vai mentir na casa do cacete ou melhor o que você fez seu picareta mentiroso para combate o kit guei do PT?

  7. Acusação totalmente injusta e de má-fé. Não há sequer elementos suficientes para dizer que no Brasil existe partido de extrema direita,querem é sujar a imagem do Bolsonaro. O que é alcunhado de extrema direita em TODO MUNDO são partidos ou ativismo caracterizado por um discurso xenófobo, com plataforma anti-imigração. Alguns deles perseguem minorias étnicas como ciganos e judeus, principalmente no Leste Europeu. Podem incluir forte resistência à globalização (globalismo) quanto à uniformização dos costumes e até oposição à políticas liberais quando desprestigiam mão-de obra local em favor de estrangeiros, por exemplo. Não há nada no Brasil, parecido com Aurora Dourada (Grécia), Setor Direito (Ucrânia), Frente Nacional (França), Lega Nord (Itália), etc.

  8. Francamente, não entendo esses falsos moralismos. A família é atacado desde sempre por pedofilia, incesto, violência doméstica, violência psicológica, bigamia, poligamia e coisas para as quais só o capeta tem nome. Agora se expõe se expõe claramente as mazelas da família, e o absurdo é essa exposição? É melhor tudo em matastase por dentro? Pra proteger quem? Os algozes da família? Tipo, a igreja?

    1. Exceção é o exemplo do burro. Em toda a história há algo que deu errado, aviões caem mas nem por isso você deixa de andar. O moralismo é o básico da civilidade e as exceções não devem ser estimuladas.

  9. Nem seus filhos e principais assessores acham que BOLSONARO ganha essa Eleição
    Sabem que só irá para um segundo turno e perderá para CIRO ou MARINA se as candidaturas do CENTRO se dividirem
    Os partidos do CENTRO que não querem apoiar o FAVORITO e o Melhor Governador do país ALCKMIN
    Querem oferecer seus préstimos de “partidos de direita” para o PRESIDENTE vencedor de ESQUERDA, assim como fizeram PMDB, PR, PP e PSD para Dilma e Lula
    Pouco estão pensando no país e na povo
    Só em manter seus privilégios
    BOLSONARO é exatamente como Marine Le Pen e sua FRENTE NACIONAL
    Ele não quer ser PRESIDENTE, só ser um PLAYER importante no JOGO e capitalizar
    Ele PREGA para convertidos
    Compara-lo com TRUMP é PIADA, além de uma CELEBRIDADE e empresário bem sucedido, ele tinha o Partido Republicano

  10. Perfeito, Flavio Rocha e João Amoedo, se lhes fosse dada a chance, levariam esse país aos trilhos do desenvolvimento sustentado sem sustos e sem mágicas, eles me representam.

  11. Quanto mais esses patetas falam no Bolsonaro mais o nome dele fica conhecido.
     
    Numa eleição o que mais conta é o “recall” e com todo mundo falando dele, bem ou mal, é o nome que vai ser lembrado na hora de votar.
     
    Nessa toada Bolsonaro vai levar a faixa no primeiro turno.

  12. Muitas balelas estão sendo ditas. Mesmo que um P`residente, nada entenda de economia, o seu Ministro sendo bastante tarimbado e confiável, tudo será maravilhoso. Deve o presidente ter noções, quem ter ser expert é o Ministro que comandará o ministério.

  13. O que vejo são candidatos discutindo sexo dos anjos….!
    O próximo chefe da ORCRIM já esta definido nas urnas venezuelanas. É quem o dono do TSE ( Gil beiço/ fuxicos) mandar que seja.

  14. O que vejo são candidatos discutindo seco dos anjos….!
    O próximo chefe da ORCRIM já esta definido nas urnas venezuelanas. É quem o dono do TSE ( Gil beiço/ fuxicos) mandar que seja.

  15. Todos esses candidatos nanicos, que encarnam o “novo”(alguns até no nome do partido!) são na verdade puxadinhos do PSDB.
    São todos membros do Sistema Falido.
    A única diferença é que parecem ser “mais limpinhos”.
    O Novo é um partido globalista, segue a agenda da ONU, Banco Mundial e outras instituições similares que promovem o Globalismo Socialista (gramsciano).
    Há fotos de Flávio Rocha com a Dilma Anta. Ele sempre foi amigão de toda essa corja da política brasileira.
    Que novidade esse povo representa?
    Zero!

  16. Esse daí sempre foi amigão do establishment, ininterruptamente, e não falo de eleição. Jair Bolsonaro já foi indagado no passado, sobre qual seria seu voto em um segundo turno entre Serra e Lula. Ele respondeu aquele que não participou de guerrilhas sanguinárias, salvo engano. Escolheu entre o péssimo e o pior. Sempre foi um patinho feio em qualquer partido que estivesse, votando como queria, e nunca foi governista, desde 1991. Muitas vezes, foi um exército de um homem só, contra bancadas de esquerdistas, nas comissões, plenários, entrevistas de rádio e tv. Já esses neo-tucanos (Amoedo, Rocha, Álvaro) e neo-petistas (Marina, Ciro, etc), são paraquedistas eleitorais, não romperão com o fisiologismo (“governabilidade” que chamam), com esse papo furado de centro isso, centro aquilo.

  17. O Flávio Rocha é um dos primeiros empresários que vejo citar Antonio Gramsci. Demonstra ter conhecimento da Revolução Cultural e dos estragos que ela vem causando em nosso país, em suma, é um sujeito bem informado.