Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Flor! Onde foi parar o celular, Flor?"

Deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) disse que o pastor Anderson do Carmo era seu "irmão"
“Flor! Onde foi parar o celular, Flor?”
Reprodução/TV Câmara/YouTube

O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) disse nesta quarta (11) estar convencido de que Flordelis quebrou o decoro parlamentar ao tentar obstruir a produção de provas.

“O que nós estamos discutindo aqui não é se matou ou se não matou. Isso vai ficar com a Justiça”, disse, no plenário da Câmara.

“Senhor presidente [Arthur Lira], eu não aguentei [não subir à tribuna]”, disse, no plenário da Câmara.

“Anderson era meu irmão. Subir nesta tribuna para falar contra a honra de um morto? Subir nessa tribuna para acusar Anderson de pedofilia? De violência sexual? Ora, se a deputada Flordelis sabia que convivia com um pedófilo, com um abusador, Flor”, disse, dirigindo-se à deputada, “por que não denunciou isso antes? Flor – eu liguei para o celular do Anderson, Flor! No dia da morte dele! E um de seus filhos me atenderam (sic), Flor! Onde foi parar o celular, Flor? Flor, você usou o celular para ligar para a Yvelise [de Oliveira]”.

Leia mais:

Relator pede cassação de Flordelis independentemente de decisão penal

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO