Flordelis: “Cadê a prova de que eu era dessa seita?”

Flordelis: “Cadê a prova de que eu era dessa seita?”
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Em vídeo publicado neste domingo nas redes sociais, a deputada Flordelis disse que a denúncia contra ela foi baseada em depoimento anônimos enviados por meio da internet.

“A denúncia foi aceita e está dentro de um processo para desconstruir a minha imagem. E o que mais me espanta nisso tudo é que esses depoimentos de anônimos e até de pessoas que têm o nome escrito aqui [no processo] não são depoimentos, são apenas falas. Não há provas contidas aqui”, afirmou.

Indiciada por homicídio triplamente qualificado pela morte do marido Anderson do Carmo, Flordelis refutou ainda a acusação de que ela comandaria uma seita.

“Cadê a prova de que eu era dessa seita? Cadê a prova de que eu, meu marido e todas as pessoas que me acompanhavam faziam parte de uma seita religiosa? Eu quero provas concretas a esse respeito.”

A deputada só não foi presa ainda por causa da imunidade parlamentar.

Leia mais: A Crusoé fiscaliza TODOS os poderes e, nesta semana, é a vez do Legislativo.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 25 comentários
TOPO