Flordelis viola uso da tornozeleira e é proibida de sair de casa à noite

Flordelis viola uso da tornozeleira e é proibida de sair de casa à noite
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

Acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo, Flordelis foi proibida pela Justiça de permanecer fora de sua casa à noite e de madrugada para cumprir compromissos relacionados com sua rotina como parlamentar, registra O Globo.

A decisão, tomada nesta terça-feira (6), é da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, em processo no qual a deputada do PSD do Rio é ré.

Flordelis é monitorada por tornozeleira eletrônica desde outubro de 2020. Por decisão da Justiça, ela é obrigada a cumprir recolhimento domiliciar noturno das 23h às 6h, desde agosto do ano passado.

Quando estabeleceu essa medida cautelar, a juiza Nearis havia ressaltado que a deputada poderia ficar fora de casa nesse horário quando cumprisse “atos relacionados ao exercício do mandato parlamentar e das funções legislativas”.

No entanto, a magistrada ampliou a proibição diante de notícias de que Flordelis vinha violando o uso da tornozeleira, deixando o equipamento sem bateria. Em uma ocasião, o equipamento ficou desligado por mais de 15 horas.

A juíza afirmou ainda que a deputada pode exercer seu mandato de maneira remota. No Conselho de Ética da Câmara, Flordelis é alvo de uma representação que pode levar à cassação de seu mandato.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO