Flordelis violou decisão judicial, diz revista

Flordelis violou decisão judicial, diz revista

Acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo, a deputada-pastora Flordelis foi flagrada descumprindo medidas judiciais determinadas pela 3ª Vara Criminal de Niterói, diz a Veja.

Embora não tenha sido presa em razão da imunidade parlamentar, a deputada do PSD-RJ tem de cumprir medidas impostas pela Justiça na decisão que a tornou ré pela morte de Anderson –entre elas, proibição de contato com testemunhas, corréus e outros investigados.

Na terça-feira (25), um dia depois da decisão judicial, a reportagem da revista viu o motorista Márcio da Costa Silva, o Márcio Buba, entrando na casa da pastora em Niterói.

Buba é um dos investigados por suposto envolvimento no crime em um inquérito do MP-RJ e também é suspeito de participar de um possível esquema de rachadinha no gabinete da deputada.

De acordo com a Veja, Flordelis já havia sido notificada da decisão por seus advogados quando recebeu a visita do motorista.

 

Leia mais: 'Crusoé' revelou pagamentos da JBS ao advogado de Bolsonaro e a participação do presidente em operação em favor do grupo dos irmãos Joesley e Wesley Batista. E os repórteres seguem investigando
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 27 comentários
TOPO