ACESSE

Foi Alckmin que pediu para tirar inquérito de promotor, diz MP

Telegram

O MP de São Paulo informou que partiu de Geraldo Alckmin o pedido para que Gianpaolo Smanio avaliasse a competência da Promotoria do Patrimônio Público para investigá-lo por improbidade administrativa.

A defesa do tucano alega, segundo o MP, que o caso é restrito à esfera eleitoral e que a atribuição para investigar eventual improbidade administrativa é do procurador-geral de Justiça.

Nomeado por Alckmin para a Procuradoria-Geral de Justiça em 2016, Smanio pediu para “avaliar e decidir” qual órgão deve atuar no inquérito contra Alckmin, acusado por delatores da Odebrecht de receber R$ 10,5 milhões em caixa dois para suas campanhas.

Em seguida, tirou a investigação das mãos do promotor do Patrimônio Público, Ricardo Manuel Castro –que, como já publicamos, acionou o CNMP.

Comentários

  • Leoni -

    Ele foi pessoalmente demandar essa ação ou está no âmbito da defesa e portanto, um direito? Geraldo é o único que tem o que mostrar e é sem dúvida a melhor opção para o Brasil.

  • Bonifácio -

    Esse Ismânio faz parte dos "manos" da quadrilha do PSDB. Ele é pago pelo Estado para proteger os bandidos da quadrilha. Olho nesse comparsa de bandidos!

  • Marcelo -

    Está cada vez pior... Qualquer que seja o resultado, será uma bola de ferro na candidatura Alckmin

Ler 34 comentários