"Ah, a tia Marisa era uma mãe para o Fernando [Bittar]"

Priscila Bittar, irmã de Fernando Bittar, foi arrolada como testemunha — embora seja parente de acusado — na ação penal que trata do sítio de Atibaia.

Ela disse que foi Marisa Letícia quem cuidou das obras no espaço:

“Meu pai [Jacó Bittar] autorizou a dona Marisa. Foi ela quem cuidou disso.”

E completou:

“Ah, a tia Marisa era uma mãe para o Fernando. Era uma família.”

Comentários

  • Oliveira -

    A tia Marisa era muito capaz, embora tenha entrado muda e saído calada (por que será a primeira-dama não abria a boca?) nos dois governos do marido. Muito competente e conhecedora dos meandros de uma reforma de imóvel, por isso recebeu carta branca para comandar a reforma. Contraditoriamente, era uma pessoa ingênua, de bom coração e faltava-lhe malícia para saber que dinheiro não dá em árvore e que engenheiros, mestres de obra, peões e materiais como cozinha da Kitchen's não são troco de bala. Pura confusão inocente dela, uma pessoa tão dócil como descortinou a gravação telefônica ao mandar o povo brasileiro enfiar as panelas no curió. A mesma docilidade e caráter demonstram os seus chegados, agora, quando tentam enfiar no caixão dela os crimes que cometeram.

  • Tia -

    FAMIGLIA, A IDIOTA QUIS DIZER!!! FAMIGLIA UNIDA NA MESMA ORCRIM! Quanta canalhice, quanta burrice!!!

  • Guerra -

    Zanim Zanim... vai acabar enrolando a moça também. Ou melhor já enrolou.

Ler 25 comentários