"Fora ACM, fora nanico, bandido comunista"

“Fora ACM, fora nanico, bandido comunista”
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

ACM Neto, depois de trair Rodrigo Maia e de aderir à candidatura de Arthur Lira, foi hostilizado por bolsonaristas no aeroporto de Brasília.

Eles berravam:

“Fora ACM, fora nanico, bandido comunista. Vai para Cuba, capacho socialista.”

O nanico comunista não vai para Cuba, ele vai para o MEC – e os bolsonaristas podem preparar os aplausos.

 

 

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO