ACESSE

Fora da agenda, Eunício vai a Marco Aurélio reforçar pedido para que votação no Senado seja secreta

Telegram

Eunício Oliveira, presidente do Senado, se reuniu fora da agenda com Marco Aurélio Mello nesta semana, apurou O Antagonista. O ministro é o relator do mandado de segurança impetrado pelo jurista Modesto Carvalhosa — a pedido do senador Lasier Martins — que reivindica votação aberta na eleição para a presidência da Casa.

Como registramos, a Advocacia do Senado já enviou um ofício ao ministro do STF se posicionando contrariamente ao pleito.

No encontro, Eunício — que está de saída do Senado após ter sido derrotado nas eleições de outubro — reforçou o pedido para que a votação seja secreta, o que pode favorecer seu correligionário Renan Calheiros (MDB), que se vende nos bastidores de Brasília como o “favorito” para voltar a comandar o Congresso.

Na ocasião, Marco Aurélio não demonstrou a boa vontade que Eunício — leia-se Renan — esperava. O ministro fez questão de recordar o episódio, em dezembro de 2016, em que Renan se recusou a receber o oficial de Justiça que foi até o Senado entregar a ele a liminar do próprio Marco Aurélio que afastava o alagoano da presidência da Casa pelo fato de ser réu e, portanto, não poder estar na linha de sucessão da Presidência da República.

Renan não só não recebeu o oficial de Justiça, como esbravejou contra o Judiciário, chamando o juiz original do caso de “juizeco”.

No plenário do STF, no dia seguinte, Marco Aurélio classificou de “inconcebível, intolerável e grotesca” a atitude de Renan, que “se acha o próprio Senado”, acrescentou ele à época.

Resta saber se o ministro dará a colher de chá que “o próprio Senado” quer.

Renan Calheiros, PT e Aécio do mesmo lado? Leia mais AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 120 comentários