Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Foram lá só para fazer média", diz líder da bancada evangélica, sobre Flávio Bolsonaro em Las Vegas

O deputado federal Silas Câmara (Republicanos), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, disse a O Antagonista que Flávio Bolsonaro está em Las Vegas, em viagem oficial, tratando da legalização dos jogos de azar no Brasil com magnatas do setor apenas para “fazer média”.

“Nós temos uma posição inarredável de ‘não’ a cassinos e jogos de azar no Brasil. Não existe a possibilidade de isso passar pelo Congresso. E isso não é feito sem a aprovação do Congresso. É um assunto sepultado. Se estão em Las Vegas tratando disso, foram lá só para fazer média. Fazer o quê? Flávio é livre, são todos livres.”

Além de Flávio, compõem a tal comitiva da Embratur o deputado Hélio Lopes (ainda no PSL) e o senador Irajá (PSD).

O tema é tratado no Congresso desde, pelo menos, 2014. O principal projeto em tramitação é de autoria de Ciro Nogueira, presidente do PP. Os deputados Andrés Sanchez (PT) e Nelson Marquezelli (PTB) também foram grandes defensores da legalização da jogatina, incluindo jogo do bicho, bingos e cassinos.

Silas Câmara afirmou que Jair Bolsonaro, em mais de uma ocasião, já prometeu que não faria qualquer movimento em favor do tema. No ano passado, quando esteve em Washington, o presidente tratou do assunto com Donald Trump. O maior doador da campanha de Trump foi o magnata dos cassinos Sheldon Adelson, com quem Flávio se reuniu ontem à noite.

“Não existe arranjo capaz de convencer a bancada evangélica a rever sua posição. É muito simples: os sobrenomes de cassino são exploração infantil, corrupção, drogas, vício, destruição da família. É tudo o que não presta, entendeu?”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO