ACESSE

Força-tarefa da Lava Jato vê censura a Carlos Fernando

Telegram

O MPF-PR divulgou nota em que a força-tarefa da Lava Jato manifesta preocupação com o procedimento disciplinar instaurado contra Carlos Fernando dos Santos Lima, registra a Folha.

Para procuradores, a ação do corregedor Orlando Rochadel Moreira contra o procurador põe em risco garantias fundamentais do cidadão.

Afirma a nota: “Instaurar procedimento administrativo disciplinar quando claramente não há violação à lei tem o efeito –ainda que não pretendido– de censura indireta da liberdade democrática de expressão do pensamento”.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 47 comentários