Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Força-tarefa quer ouvir 50 pessoas em caso Prevent Senior

A maioria das pessoas que serão ouvidas são pacientes e familiares daqueles que morreram depois de usar o chamado “kit Covid”
Força-tarefa quer ouvir 50 pessoas em caso Prevent Senior
Foto: Rogério Ortega/O Antagonista

A força-tarefa do Ministério Público de São Paulo que apura as denúncias contra a Prevent Senior pretende ouvir cerca de 50 pessoas até dezembro deste ano, de acordo com o G1.

A maioria dos que serão ouvidos são pacientes e familiares de pessoas que morreram depois de usar o chamado “kit Covid”. Para otimizar a investigação, como mostramos, os promotores pretendem concluir as oitivas até o fim deste ano.

Documentos apresentados na CPI também deverão ser analisados na investigação que apura se a Prevent cometeu crime de homicídio contra seus pacientes. A força-tarefa apura se eles morreram ao serem tratados com medicamentos sem comprovação científica.

O advogado Tadeu Frederico de Andrade, que prestou depoimento à CPI da Covid no início do mês, já foi ouvido pela força-tarefa. 

Ele acusa a operadora de saúde de ter tentado retirá-lo da UTI enquanto ele ainda se recuperava de um quadro grave da doença. Segundo Tadeu, os médicos do plano de saúde quiseram mandá-lo para o chamado cuidado paliativo, dedicado a pacientes em estado terminal.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO