Foro privilegiado: não perca o voo, Maranhão

Nesta semana, o presidente da CCJ no Senado, José Maranhão, perdeu o voo, cancelou a sessão destinada à votação da PEC do fim do foro privilegiado, mentiu ao dizer que esperou os senadores por mais de uma hora e criou um embaraço entre os colegas.

“Na próxima quarta-feira (dia de reunião da CCJ), será uma questão de honra. Estaremos todos lá às dez horas em ponto”, avisa Ricardo Ferraço, favorável ao fim do foro.

O tucano chegou a apresentar uma emenda ao relatório de Randolfe Rodrigues para que os chefes dos Poderes tivessem direito ao foro. A proposta foi rejeitada. A esta altura, Ferraço já está convencido da necessidade da “radicalidade” do fim completo do foro.

“O foro é uma aberração e tem que acabar. Estou na política há muitos anos e nunca precisei de foro. Quem nunca precisou de foro vota contra.”

Na próxima quarta-feira, O Antagonista estará na CCJ antes mesmo do horário previsto para o início da sessão.

Não perca o voo, Maranhão.

Já fez check-in, senador?