Fraudaram até o concurso

O governo Dilma criou a Amazul (Amazônia Azul Tecnologias de Defesa), uma estatal de projetos para atuar no programa de submarinos – aquele onde está metido o Othon Pinheiro, a Odebrecht e o irmão do Mercadante. O MPF agora descobriu que a turma da Amazul fraudou até o concurso público para o cargo de técnico em desenvolvimento de tecnologia nuclear. O procurador José Roberto Pimenta Oliveira recomendou a suspensão do resultado do concurso e a anulação da contratação dos candidatos já nomeados, procedendo uma reclassificação sob novos parâmetros.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200