Freddie Mercury e Levy Fidelix

As maiores estrelas da festa de Eduardo Cunha, ontem à noite, eram Levy Fidelix, Pastor Everaldo e Geddel Vieira Lima.

A Folha de S. Paulo conta que eles passaram a noite toda ironizando Dilma Rousseff e seus ministros, em particular “Freddie Mercury (Aloizio Mercadante) e Pepe Legal (Pepe Vargas)”. A Folha de S. Paulo conta também que deputados nanicos de partidos nanicos aproveitavam para disparar contra o PT, prevendo seu fim.

A reportagem é um bom exemplo do tratamento que Eduardo Cunha e seu bando estão recebendo na imprensa. Eles são sempre caracterizados com expressões depreciativas: nanicos, baixo clero, fisiológicos. Os jornais parecem fazer questão de demonstrar que Levy Fidelix, Pastor Everaldo e Geddel Vieira Lima são mais grotescos e danosos para o Brasil do que Dilma Rousseff, Aloizio Mercadante e Pepe Vargas.

É mentira. Eles são igualmente grotescos e danosos.


Freddie Mercury e Babalu

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200