Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Freixo pede à PGR investigação de Bolsonaro por indícios de rachadinha

Freixo pede à PGR investigação de Bolsonaro por indícios de rachadinha
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Marcelo Freixo (PSOL) pediu hoje à Procuradoria-Geral da República a investigação sobre possível prática de rachadinha no antigo gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

Com base em dados bancários de ex-assessores de Flávio Bolsonaro, o UOL mostrou que quatro deles, que também trabalharam para Bolsonaro, retiraram, em espécie, R$ 551 mil (72%) dos 764 mil líquidos que receberam como salário na Câmara.

“Os fatos narrados indicam que a prática de “rachadinha” que o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro investiga se o então Deputado Estadual Flávio Bolsonaro praticou, pode também ter sido praticada pelo então Deputado Federal Jair Bolsonaro, que devem ser igualmente investigadas por esta Procuradoria Geral da República”, diz a representação de Freixo.

A Constituição diz que o presidente da República não pode ser “responsabilizado” por fatos anteriores ao mandato. Nada impede, porém, que ocorra a investigação pela PGR, único órgão apto para a tarefa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO