“Frequentava o sítio? Não muito”

O advogado Ary Bergher, que defende Jonas Suassuna, disse a Lauro Jardim que o cliente já pisou no sítio, mas que não frequentava muito o local.

Sobre o motivo da compra do imóvel em Atibaia, Bergher alegou que “isso será esclarecido no seu devido tempo”.

Pelo visto, Suassuna ainda não teve tempo de combinar a versão com Bittar, Lulinha, Marisa e Lula.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200