Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Fui ingênua em imaginar que Bolsonaro poderia mudar”, diz cardiologista Ludhmila Hajjar

“Fui ingênua em imaginar que Bolsonaro poderia mudar”, diz cardiologista Ludhmila Hajjar
Foto: Reprodução/Instagram

Questionada sobre uma possível mudança de postura do presidente Jair Bolsonaro nas políticas de combate ao coronavírus, a cardiologista Ludhmila Hajjar afirmou que foi ingênua ao acreditar neste “novo comportamento”.

“Se o presidente me chamou para conversar, é porque ele realmente estava interessado em mudar. Eu sou uma pessoa conhecida, minhas ideias já estão disseminadas (a favor do distanciamento social e contrária à cloroquina). Realmente eu acreditei em uma mudança de paradigma”, disse a médica, em entrevista à Globo News.

Ela ainda complementou: “Talvez tenha sido ingenuidade minha como cidadã brasileira”.

A médica foi sondada para assumir o Ministério da Saúde, mas declinou do convite por “divergências técnicas” com Bolsonaro.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO