FUNARO OFERECE ENTREGAR TEMER

O Antagonista antecipou que Lúcio Funaro delataria.

As negociações com a Procuradoria-Geral da República estão avançadas.

O operador de Eduardo Cunha ofereceu à PGR um material com 12 itens que atingem Michel Temer, segundo a Época.

Funaro afirma ter provas como transferências bancárias, entregas de dinheiro vivo e registros com nomes de operadores e laranjas do presidente.

Ele confessa ter atuado como arrecadador ilegal de dinheiro para a campanha de Temer à Vice-Presidência em 2014, o que compromete a defesa do peemedebista na ação que pode levar à cassação da chapa no TSE.

“Efetuou vários repasses os quais pode identificar os respectivos comprovantes, hora, local e quem recebeu”, diz um trecho da proposta obtida pela revista.

Funaro está preso há 11 meses. No último dia 18, sua irmã também foi presa por receber dinheiro da JBS em seu nome e cumpre pena em regime domiciliar.

Foi a gota d’água para que ele abrisse o bico.