Fundeb e precatórios vão financiar Renda Cidadã

Fundeb e precatórios vão financiar Renda Cidadã
Reprodução/TV Brasil

O senador Márcio Bittar (MDB), que vai relatar a proposta do Renda Cidadã, anunciou há pouco que o programa assistencial de Jair Bolsonaro será financiado com parte dos precatórios e com parte do Fundeb.

Essa é a ideia do governo — leia também aqui.

Com base no que foi anunciado há pouco, o governo poderá usar o limite de 2% das receitas correntes líquidas para pagar precatório, sendo que o que sobrar desses recursos bancaria o Renda Cidadã, somado ao orçamento já existente do Bolsa Família.

Há também a proposta de usar até 5% dos recursos novos do Fundeb, aprovados recentemente pelo Congresso. Segundo Bittar, esses valores “entrarão ano após ano” e ajudarão “as famílias que estarão no programa a manterem os seus filhos na escola”.

Os detalhes serão divulgados no relatório de Bittar da chamada PEC emergencial.

Bittar disse que “não foi fácil” chegar a essas duas fontes de receita.

“Não pensem que foi fácil. Sempre tem alguma parte que vai ferir alguém, porque tem que tirar dinheiro para isso.”

Leia mais: Diogo Mainardi: 'Anta agoniza'
Mais notícias
TOPO