Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Fusão entre DEM e PSL poderá 'roubar' até 4 senadores do MDB

Os emedebistas Eduardo Gomes e Fernando Bezerra Coelho, líderes do governo Bolsonaro, poderão acabar migrando para a nova sigla
Fusão entre DEM e PSL poderá roubar até 4 senadores do MDB
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O Antagonista apurou que a fusão entre DEM e PSL, que poderá ser anunciada ainda neste mês, como este site antecipou, poderá atrair pelo menos quatro senadores hoje no MDB..

Os possíveis emedebistas que podem protagonizar uma minidebandada ainda não tratam do assunto publicamente. Atualmente, o MDB tem a maior bancada do Senado, com 16 representantes, seguido do PSD, com 11.

Já foram cortejados por DEM-PSL: Márcio Bittar e Luiz do Carmo, além dos líderes do governo Bolsonaro no Congresso, Eduardo Gomes, e no Senado, Fernando Bezerra Coelho. A decisão, porém, ainda não está tomada e dependerá, por exemplo, de questões regionais.

Pelo menos até aqui, como também já noticiamos, representantes do DEM e do PSL que discutem a fusão dizem que terão candidato próprio ao Planalto em 2022 e descartam apoio à reeleição de Bolsonaro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO