Futura ministra diz saber do ‘desconforto’ das declarações de Bolsonaro envolvendo Israel

Tereza Cristina deu a primeira entrevista coletiva depois de ter sido escolhida para ser ministra da Agricultura de Jair Bolsonaro.

A deputada federal disse que é “hora de pensar, de ver as sugestões”.

“Preciso conversar com o presidente ainda. Estou esperando ele me chamar para entender o que ele quer nesta nova metodologia dos ministérios.”

Em relação aos impactos das declarações de Bolsonaro sobre eventual transferência da embaixada de Israel nas relações comerciais brasileiras, a futura ministra afirmou que sabe do “desconforto”.

“Eu tenho certeza de que nós vamos conversar sobre isso. Eu sei do desconforto, tenho ouvido, recebido ligações. Eu preciso entender. Foi cancelada uma missão ao Egito. Mas, enfim, agora eu preciso assentar a poeira.”

A grande imprensa está atrasada no episódio do convite de Bolsonaro a Moro... Imagine o que ela está deixando de revelar para VOCÊ LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 88 comentários
  1. Vcs não sabem porra nenhuma do que está acontecendo e ficam dando palpite. O governo do Irã tá caindo, palestinos sem dinheiro, sauditas querem negócios com Israel. Tem que mudar a embaixada, por

  2. É um problema pequeno. O único pais que tem condições de aplicar uma sanção com efeito é o EUA. O resto, seria apenas troca comercial. Se o Egito comprar da Africa, O Brasil vende para os clien

  3. Vamos falar menos e trabalhar mais, na velha filosofia:”quanto menos se fala mais se ganha”. Arrnjem logo um cara da comunicação, treinado, profissional, fazer um filtro no que vai ser dito

  4. Vai pastar. Ele é um conservador, e conhecido por ser um político de palavra, nas suas bandeiras mais conservadoras. Esse é um tipo de posição onde ele marcaria posição.

  5. Isso este problema é meu mesmo, se depender de mim ele apodrecerá na cadeia como todos os corruptos, afinal não tenho um corrupto de estimação. Têtê, vai plantar uma arvore, fazer uma ação so

  6. Que ela não pense em demover o capitão de transferir a embaixada pra Jerusalém. A preocupação dela deve ser tão somente em gerir a agricultura do país. Só. Não pode se meter na diplomacia.

  7. Uma Nação soberana toma suas decisões e não volta atrás, salvo em uma exceção que justifique isso. Pressão não pode colar! É impossível agradar a todos, mas é necessário respeitar a sober

  8. Ministra pense somente na tecnologia que Israel pode fornecer ao Brasil vai muito além da produção de alimentos. Os outros são exportadores de terroristas matando inocentes ao redor do mundo.

  9. Não minha senhora, por gentileza, primeiro aprenda a escrever. Segundo, não comercializamos mortadelas, por gentileza procurar outro estabelecimento, como a Folha de São Paulo. Grato.

  10. Ministros escolhidos não tem que dar pitaco nas decisões ou intenções de seu chefe, o Presidente, essa zona tem que acabar, o povo está começando a não acreditar no pulso firme do Presidente Bo

  11. O Bolsonaro disse, Israel é um Pais soberano e cabe a ele definir se sua capital é Tel Aviv ou Jerusalém, e nos vamos seguir essa indicação. A imprensa diz vamos mudar a embaixada para Jeru

  12. O que essa futura ministra tem a ver com isso? Se tem medo de “patrulhamento” melhor não assumir cargo nesse governo. É o seguinte quebrar paradigmas é o lema. Não tem? Não faz trato com pika g

  13. Kkkkkkk.. Emmanuel destemperou a Tereza. Tirou o sal da janta. Podia ter ficado sem essa em Têtê. Deve ser dureza encarar uma mortadela sem sal. Pelo menos você não terá pressão alta. Segue o ba

  14. Pode diminuir, mas não acabar o mercado árabe, mas isso nem se compara com o mercado norte-americano e outros Europeus em geral. Não se trata só de Israel, que é um grande aliado militar.

  15. Não existe ganho sem que haja perda. O Brasil não precisa apenas de vender, precisa de tecnologia de ponta desde armamentista quanto de industrial, além de irrigação. Nordeste agradece.

    1. O que deixará de vir de um lugar, virá de outro. Nunca faltará gente com fome. E o Brasil tem matéria prima, comida, terras agricultáveis.

    2. O egito importa produtos da agroindústria Brasileira. Em tese estaremos deixando de exportar para lá, ou seja, em tese menos dinheiro internacional. Isso faz parte, segue o jogo!

    1. O Bolsonaro ta fazendo tudo errado parece que nao ha comando no governo, pressinto que o Moro nao durará nem 6 meses e muitos apoiadore e eleitores ja vao pular do barco em breve

  16. Israel seria capaz de repor os prejuízos causados pela perda do mercado árabe? Será que o Itamarati apenas substituirá uma ideologia por outra que igualmente causadora de prejuízos?

    1. Veja Presidente-XVII. A pessoa (todo zé-ninguém) q/ aspira uma presidência deve elaborar livreco simples de suas ideias p/ orientar futuros colaboradores. JB nem se deu a conhecer.

    2. JB é tipo “sem pai sem mãe”. Quero dizer q/ não há à sua volta o círculo-de-poder mas há colcha-de-retalhos. É tudo por agir empírico ou fazer de improviso ou dispor de última hora.

    3. JB é tipo “no mato sem cachorro”. Quero dizer q/ JB adotou de seu contingente a rede-massa de 15 milhões: na real uma “selva” a reunir “bichos do mato” chegados na web p/ predar.

    4. JB é tipo “mais perdido que cego em tiroteio”. Quero dizer q/ JB falou demais durante a campanha, inutilidades e futilidades desnecessárias, pois estava à frente disparado.

    5. Para de falar besteira, Otao. Ele é o presidente, não a ministra da agricultura. Ela temq ue gerir a área dela, e é subordinada ao presidente da república. Nada mais, nada menos.

    6. Evidente que JB se mostra mais-perdido-que-cego-em-tiroteio, de agir modo no-mato-sem-cachorro, estar um vivente inseguro tipo sem-pai-nem-mãe.

    7. Geeente… a deputada convidada (engenheira agrônoma) é presidente da Frente Parlamentar Agropecuária. Será que JB se faz de iludido ou é um iludidão por natureza?

    8. JB se mostra um chefete boquirroto (= tagarela, indiscreto, fala inoportuna) defeituoso de origem, porque nem foi capaz de chefiar em 30 anos um dentre 9 partidos.

  17. Ou seja toda bravata do Bolsonaro de mudar a embaixada vai pelo ralo com isso a credibilidade de seu governo nas relaçoes exteriores. E pior! A nova ministra parece que caiu de paraquedas

  18. Aos poucos, o Bolsonaro vai cedendo e a quadrilha nacional e mundial estabelecendo as regras… Sinto que será uma sucessão de covardia contra o Bolsonaro… INTERVENÇÃO GERAL JÁ

  19. E o que ela entende de relações internacionais? De soberania? Geopolítica? O que ela tem a ver com isso? O que ela tem que se meter em um assunto que não compete a ela? O que agricultura tem a ver

    1. Não quero ter que falar mandarim daqui a alguns anos, ou ser proibido de ser cristão num país de maioria cristã e conservadora. É ficar refém de ditaduras islâmicas e do bloco russo-chinês.

    2. @Louis Se ficar dependendo disso, jamais seremos soberanos. Não se esqueça que também importamos alguns bilhões deles, e poderíamos colocar pressão através da reciprocidade.

    3. Pode haver boicote de países árabes às exportações brasileiras do agronegócio. Então tem tudo a ver. O assunto é complexo.

  20. O agronegócio brasileiro depende das exportações para os países Árabes, Bolsonaro não pode transferir a embaixada de Israel para Jerusalém para não perdemos bilhões de dólares.

    1. O Brasil é um país continental e fornecedor. Logo, tem que começar a se impor, na sua soberania, e decidir sobre sua política externa. Não dá pra ficar refém de ditaduras islâmicas.

    2. Olha a mortadela superpoderosa, colocando as asinhas de fora em mais um post. kkkkk… A midia-ninja, 247 e Foice de São Paulo devem estar monótonos. Me divirto com estes petralhas passando raiva. k

    3. Não é tão fácil assim p os países árabes mudar de fornecedor,pois por motivos religiosos exite todo um processo especial p o abate de animais, por exemplo.As coisas ñ são simples assim.

    4. Isso é nuvem de fumaça, eles não vão deixar de comprar se a mudança ocorrer…o que árabe mais preza é o dinheiro, e nossos produtos são mais baratos, por isso eles compram, deixe de se iludir

    1. Negativo. Ela já começa a interferir nas decisões do presidente, e pode arranhar a relação dele com os apoiadores, grande parte dos apoiadores.

  21. Começou mal…não tem nada de assentar a poeria, deveria era defender enfaticamente o presidente. Iniciou muito mal, mas muito mal mesmo, não tem o brio dos demais, até o Moro defendeu melhor o Mi